O diretor do Serviço Autônomo de Águas e Esgotos de Vilhena (SAAE) de Vilhena, César Stefanes, participou na tarde desta segunda-feira, 23, do programa de rádio Jornal Onda Sul para falar sobre a atual situação da autarquia e também sobre as ações desenvolvidas.

 

Stefanes revelou a situação crítica da autarquia, que tem uma dívida estimada em R$ 2 milhões. O valor é referente a pagamentos não efeitos com a empresa que faz a coleta do lixo, do aterro sanitário, aluguéis, fornecedores e rescisões de ex-funcionários.

 

“Estamos trabalhando para arrumar a melhor forma de amortizar essa dívida durante este ano e minimizar os problemas causados nas ações do SAAE”, explicou Stefanes.

 

Entre os assuntos, a coleta de lixo foi um dos mais comentados na entrevista apresentada pelo radialista Renato Barros. Em resposta, Stefanes garantiu a normalidade no serviço na cidade.

 

Sobre a taxa que é cobrada pela coleta, Stefanes explicou que sua equipe está fazendo todo esforço necessário para que o cidadão não seja onerado.

 

Ele destacou também as ações que deverão ser implantadas nesta gestão. Uma delas é a conscientização da população quanto à importância da coleta seletiva. “A prefeita entende que a coleta seletiva é de suma importância, não só por eficiência de gestão ambiental, mas também por economia. Se o cidadão conserva este hábito, por consequência, o município gasta menos, já que a coleta é paga por tonelada coletada”, frisou, lamentando, porém, problemas com déficit de pessoal e equipamentos.

 

Secretaria Municipal de Comunicação (SEMCOM)