Ao todo, serão realizadas aproximadamente 5 mil visitas domiciliares nos bairros contemplados com a primeira etapa da obra

Com o objetivo de orientar os moradores sobre a obra de Ampliação e Readequação do Sistema de Abastecimento de Água, o Serviço Autônomo de Águas e Esgotos (Saae) está realizando visitas técnicas domiciliares nos bairros Moyses de Freitas e Centro de Vilhena.

O trabalho é desenvolvido pela empresa ECP Soluções, contratada pela Autarquia para executar o Projeto Técnico Socioambiental (PTS). Devidamente identificados com crachá, camisetas e bonés, os visitadores têm informado a população sobre a importância, os benefícios e os transtornos relacionados à obra, além de coletar dados importantes para o bom andamento dos trabalhos através da aplicação de questionários. 

Até o momento, as visitas já foram realizadas nos bairros Bela Vista, Jardim Eldorado, Vila Operária, 5° Bec, Jardim Social, Tancredo Neves, Jardim Universitário e Jardim América. Ao todo, serão realizadas aproximadamente 5 mil visitas nas regiões contempladas com a primeira etapa do projeto.

“As visitas técnicas domiciliares são realizadas em horário comercial, nos imóveis localizados nas ruas que receberão a obra de água. Se o responsável não estiver no momento, será deixado um comunicado na caixa de correspondência com o número de telefone da empresa para que o morador possa entrar em contato e agendar o retorno do visitador“, explica Faiçal Akkari, diretor geral do Saae.

Além das visitas domiciliares voltadas para o projeto de Ampliação e Readequação do Sistema de Abastecimento de Água, nos últimos meses, a empresa Interação, responsável por executar o PTS da obra de Implantação do Sistema de Esgotamento Sanitário, também realizou cerca de 2.490 visitas domiciliares, nos bairros Bodanese, Jardim América, Green Ville, Santo Antônio, Centro e São José.

De acordo com a coordenadora do Projeto Técnico Socioambiental do Saae, Luciane Regert, as visitas domiciliares são realizadas como cumprimento de uma das atividades presentes no PTS, que é uma meta das obras de saneamento básico que já estão em andamento no município.

Com recursos oriundos do governo federal, esta primeira etapa da execução das obras de Implantação do Sistema de Esgotamento Sanitário e Ampliação e Readequação do Sistema de Abastecimento de Água estão orçadas em quase R$ 100 milhões. O investimento da Prefeitura nas duas obras como contrapartida do município ultrapassam R$ 4,2 milhões.