Medida gera economia ao município e pode garantir o abastecimento de água quando houver eventuais problemas

O Serviço Autônomo de Águas e Esgotos (Saae) de Vilhena volta a orientar a população sobre a importância da instalação de um reservatório de água nos imóveis. A orientação da Autarquia atende uma das recomendações da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que diz que todo imóvel deve ter caixa d’água com capacidade suficiente para atender o consumo por, no mínimo, 24 horas.

De acordo com Faiçal Akkari, diretor geral do Saae, a medida visa gerar mais economia nos gastos com a energia elétrica, uma vez que a água para o abastecimento do município é captada em poços tubulares através de bombas submersas.

“Atualmente, Vilhena é abastecida por 31 poços tubulares, que dependem de energia elétrica para bombear a água pelo sistema até chegar às residências. Os moradores que possuem caixa d’água com capacidade compatível com o seu consumo, contribuem com a economia, já que as bombas não precisarão ficar ligadas por muito tempo ou em horários de pico”, explica Akkari.

Além disso, a instalação do reservatório pode garantir o abastecimento de água quando houver eventuais problemas, como falta de energia elétrica, vazamentos, reparos e manutenção nos poços e nas redes de abastecimento de água.

Faiçal também ressalta que as despesas com a energia elétrica serão minimizadas após a conclusão da primeira etapa da obra de Ampliação e Readequação do Sistema de Abastecimento de Água, que irá interligar os poços para unificar a rede de abastecimento da cidade, direcionando a água aos Centros de Reservação, evitando que as bombas dos poços fiquem ligadas de forma ininterrupta.